Como fazer linguiça artesanal
Pratos Quentes

Como fazer linguiça artesanal

Linguiça artesanal é algo simples de ser feito, mas precisa de algumas coisinhas. Assim, darei uma explicação básica para fazer uma linguiça artesanal! 

EQUIPAMENTOS

O tamanho do equipamento, dependerá de quantidade de linguiça que quiser produzir.

Precisaremos de máquinas:

  • Para moer → moedor. Pode ser manual para poucas quantidades ou elétrico, se for em grandes quantidades.
  • Para embutir → ensacadeira. Geralmente é manual para produções artesanais, requerindo espaço para poder trabalhar com ela.

Equipamentos profissionais da marca C.A.F suportam cerca de 5kg por produção (são considerados os melhores do mercado).

Moedor de carne CAF
Moedor de carne CAF
Embutidora manual de linguiça CAF
Ensacadeira manual de linguiça CAF

(Nota pessoal: Já usei esses equipamentos e me surpreendi com o resultado, são excelentes)

Existem equipamentos menores que se adaptam bem em casa. Estas que apresentei requerem um pouco mais de espaço.

Curso de linguiças artesanais

Agora, para produzir o conteúdo da linguiça, precisaremos de:

INGREDIENTES 

  • (q.b) Tripas 
  • 2% Sal de cura (#1) 
  • 26% Carne
  • 11% Banha
  • 1% Temperos secos
  • 3% Temperos frescos
  • 0,1% Antioxidantes

– Tripas: para linguiças grossas, pode-se usar as tripas suínas salgadas e para linguiças finas, tripas ovinas. São encontradas em mercados especializados.

– Sal de cura: evita que sua linguiça estrague (matando bactérias), dá cor e sabor maravilhosos, mas deve ser usado em pouca quantidade (0,015g para 100g de produção final).

Há o Sal de cura #1 e o Sal de cura #2, possuindo nitrito e sal. O Sal de cura #1 é usado para tempos de cura curtos enquanto que o Sal de cura #2 é usado para tempos de cura mais longos (possui nitrato). Para fazer linguiças frescas, usa-se o Sal de cura #1, encontrado apenas em mercados especializados.

– Carne: pode usar vários tipos de carne (frango, ovino, suíno) ou uma mistura de carnes (blend) com porcentagens de gordura diferentes para dar mais sabor. Por exemplo, pernil, costelinha sem osso e lombo suíno.

– Banha: essencial para dar sabor à linguiça. Geralmente, é usada a barriga suína.

– Temperos secos: sal, cebola e alho desidratados, ervas secas, pimenta em grão macerada, especiarias, curry. Lembre-se que as ervas secas possuem aroma e sabor mais marcantes que as frescas.

– Temperos frescos: ervas frescas picadas, pimentas picadas, bebidas alcóolicas, ‘legumes’ picados.

– Antioxidantes: pode usar os industrializados ou os naturais presentes em ervas, como o alecrim e o tomilho.

Com esses ingredientes em mãos, basta soltar a imaginação e criar as linguiças que preferir!

Antes de embutir, experimente refogar um pouco do conteúdo da linguiça e verifique se não precisará de outros temperos.

Curso de linguiças artesanais

Estas foram as linguiças artesanais que foram produzidas durante o curso:

Linguiças artesanais

Linguiças artesanais

Linguiças artesanais

Ficaram super saborosas! ♥

Agora que viu o básico, que tal aprender com detalhes a fazer essas linguiças artesanais? Recomendo este excelente Curso online de Linguiças Artesanais, ensina desde desossar as carnes até a hora de embutir (ensacamento). 

Depois conte como foi a sua experiência e os produtos que produziu com o curso ou com as minhas dicas! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *