fbpx

Por que usar Temperos Frescos ou Desidratados?

Temperos frescos ou desidratados são essenciais para quem cozinha, pois criam uma combinação de cheiros e sabores que dão um toque especial e único aos pratos.

Sabe depois que colhe ervas na horta do quintal ou vai de manhã na feira, se deliciar com os milhares de cheiros das ervas recém-colhidas e dos temperos secos moídos na hora?

É o seu olfato agindo, capturando as moléculas de cheiro que estão evaporando!

Estas moléculas podem estar presentes em folhas, flores, caules, raízes, cascas e outras partes da planta.

Possuem cheiros únicos que dependem do clima, região, processo de colheita e tipo de extração. Sim, todas essas coisas podem influenciar no cheiro que você sente!

O cheiro delicioso também pode deixar a comida muito mais apetitosa. Isso porque 80-90% do gosto que sentimos é devido às moléculas de cheiro que evaporam!

Curiosidade: As moléculas de cheiro também têm um limite de peso (294mmol), geralmente são solúveis em água e necessitam de uma boa quantidade de pressão de vapor para serem captadas pelo nosso nariz.

E como escolher temperos frescos?

Para aproveitar bem os temperos frescos, procure os mais cheirosos, aqueles que você consegue sentir o cheiro de longe.

São óleos essenciais que evaporam rápido, responsáveis pelo cheiro e gosto.

Se você sente o cheiro deles no ar, ainda estão evaporando e pode aproveitar o máximo deles!

E os temperos desidratados?

Os temperos desidratados são ervas ou condimentos que perdem uma boa parte da água, sendo desidratados.

Isso permite que durem por mais tempo e que seus cheiros e gostos fiquem mais concentrados.

Além disso, algumas moléculas de cheiro demoram mais tempo para evaporar por serem mais pesadas.

Mas quando colocadas em contato com o calor podem evaporar, pois são transformadas em moléculas menores.

Por isso, se quiser aproveitar o máximo do sabor e cheiro de um tempero desidratado é aquecê-lo sozinho ou com um pouco de óleo.

Dentre os temperos secos que mais conhecemos são o orégano e a pimenta do reino. Depois experimente usá-los frescos! Ficam bem diferentes do que estamos acostumados.

Lembra dos temperos prontos?

Quem não conhece Sazón, Sabor Amil e Caldo Maggi? São marcas que investem em temperos prontos.

Um dos grandes problemas deles é o alto teor de sódio

Sabemos bem que seu excesso pode aumentar a pressão e levar a problemas mais sérios, como o entupimento de artérias do coração ou até agravar a diabetes.

Por curiosidade, se olharem a embalagem de um tempero pronto, contém cerca de 1000mg (1,0g) de sódio cada colherzinha. 

Necessitamos apenas de 1,5g de sódio diários e esse tempero já supriria 66% do que precisaríamos (imaginem usar em outras refeições do dia?).

O molho de soja (shoyu) também contém bastante sódio (800mg). É um tempero essencial na base de muitos pratos japoneses, mas use com moderação!

Para quem possui uma dieta com restrição para sódio, existem formas deliciosas de explorar os temperos frescos e desidratados, aproveitando o sal natural deles.

Logo abaixo, deixamos duas receitas fáceis que podem fazer em casa e temperarem suas comidas, explorando os óleos essenciais e sabores mais intensos.

Essas duas receitas são apenas uma pequena amostra de como usar seus temperos frescos e desidratados. Agora imagina o tanto de combinações que pode fazer e criar temperos maravilhosos?!

One thought on “Por que usar Temperos Frescos ou Desidratados?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir para o topo